Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Angra 3 é discutida sob protestos

A procuradora da República em Angra dos Reis, Ariane Guebel de Alencar, abriu ontem a audiência pública convocada para discutir o licenciamento ambiental de Angra 3 com um discurso crítico em relação à eventual construção da usina nuclear."O Ministério Público Federal (MPF) tem ações contra o licenciamento de Angra 3. Nossa participação na audiência não significa que o MPF tenha mudado seu posicionamento?, disse Ariane. Segundo a procuradora, é necessário que "a Constituição seja cumprida, a democracia prevaleça e a discussão seja levada para o Congresso, que é o foro adequado para discutir a pertinência ou não de outra usina nuclear no Brasil?.Convocada pelo Ibama, a audiência foi precedida por manifestações do Greenpeace, que se opõe à energia nuclear. Em defesa da Angra 3, cerca de 300 pessoas vestiam camisetas com o "sim? à expansão da central. Elas foram trazidas de Angra para o Rio em nove ônibus oferecidos pela Eletronuclear, que opera as usinas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.