Anheuser-Busch lucra US$ 689 milhões no 2º trimestre

A cervejaria norte-americana Anheuser-Busch - que fechou um acordo para ser vendida à belgo-brasileira InBev - anunciou aumento de 1,8% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, para US$ 689,2 milhões, em comparação com o resultado de US$ 677 milhões registrado no mesmo período do ano passado. O faturamento bruto cresceu 4,1%, para US$ 5,34 bilhões, e o faturamento líquido, que exclui impostos sobre o consumo, subiu 4,6%, para US$ 4,72 bilhões.A InBev e a Anheuser-Busch anunciaram no início da semana passada um acordo para combinar as duas companhias, formando a maior cervejaria do mundo e uma das cinco maiores empresas globais de bens de consumo. Os acionistas da Anheuser-Busch receberão US$ 70,00 por ação à vista, representando um valor estimado em US$ 52 bilhões para o negócio. A nova empresa será chamada Anheuser-Busch InBev.Nos EUA, o volume de vendas da Anheuser aumentou 0,5% em relação ao segundo trimestre do ano passado. No exterior, o crescimento foi de 4,8%. Com isso, o crescimento total das vendas da Anheuser no trimestre foi de 1,4% na comparação com o mesmo período de 2007. A participação de mercado da cervejaria nos EUA caiu ligeiramente, de 48,9%, para 48,8%. As informações são da Dow Jones.

DANIELLE CHAVES E HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

23 de julho de 2008 | 14h20

Mais conteúdo sobre:
bebidasAnheuser-BuschInBev

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.