Anheuser-Busch rejeita oferta da InBev

A cervejaria americana Anheuser-Busch anunciou hoje que seu conselho de diretores, de forma unânime, determinou que a oferta não-solicitada pela belgo-brasileira InBev para comprar as ações em circulação da companhia por US$ 65 por ação é "financeiramente inadequada e não é do melhor interesse dos acionistas da Anheuser-Busch"."A proposta da InBev subavalia significativamente os ativos únicos e as perspectivas da Anheuser-Busch", afirmou o presidente do conselho da companhia, Patrick Stokes. "O preço proposto não reflete a força das marcas globais e icônicas da empresa, a Bud Light e a Budweiser, as duas marcas de cerveja mais vendidas do mundo."Segundo o comunicado da Anheuser-Busch, a oferta também subavalia as ações para crescimento dos ganhos que a companhia já planejou, que têm potencial significativo para criação de valor para os acionistas; a posição da companhia no mercado dos Estados Unidos, que é o mercado de cerveja mais lucrativo do mundo; e o alto valor dos investimentos estratégicos existentes."A proposta da InBev não foi competitiva com os planos alternativos que a companhia desenvolveu nos últimos meses para gerar significativo crescimento da receita e dos lucros, o que vai aumentar o valor para os acionistas da companhia", declarou Douglas A. Warner III, diretor independente líder do conselho. O executivo, no entanto, afirmou que o conselho vai "continuar considerando todas as oportunidades que agreguem valor para os acionistas". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.