Annan e Lula debatem o fundo mundial contra a fome

O assessor de Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, informou na noite desta segunda-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o secretário geral das Nações Unidas, Kofi Annan, discutiram a formação de um fundo internacional de combate à fome e à pobreza.Ele informou que um grupo de trabalho já começou a discutir as propostas sobre como será constituído esse fundo. "Em julho, o grupo deve preparar uma proposta que circulará entre os chefes de Estado e de governo que estarão presentes na reunião de setembro em Nova York", disse. Garcia afirmou que "as propostas até agora são muito boas, embora algumas sejam difíceis de implementação". De acordo com ele, elas "dependerão da aceitação política que o mundo tenha para essa questão".Entre as propostas para conseguir fundos, Garcia citou a do ministro de Finanças da Grã-Bretanha, Gordon Brown, que seria de uma antecipação de recursos por meio de uma emissão de bônus de um fundo de dinheiro consagrado nos orçamentos dos principais países desenvolvidos, para o auxílio dos paíse em desenvolvimento. "Existe outra proposta, a de estabelecer algum tipo de taxação sobre armas, ou outra de que possa taxar sobre paraísos fiscais. Mas são temas complexos que vão começar a ser discutidos agora", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.