Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

ANP admite estudo para estoque regulador de etanol

O diretor da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Alan Kardec, admitiu hoje a possibilidade de ser estudado um estoque regulador de etanol no País, caso o combustível fique sob ameaça de faltar ao mercado consumidor. Segundo ele, há um grupo de acompanhamento ao mercado de álcool, que está atento a este risco, mas ainda não identificou qualquer sinal que isso possa vir a ocorrer este ano.

KELLY LIMA, Agencia Estado

10 de agosto de 2009 | 19h49

Kardec explicou que com a safra da cana-de-açúcar deste ano afetada pelo excesso de chuvas, haverá menos teor de sacarose, o que propicia um teor mais de álcool a ser extraído. Com os preços baixos, e endividamento das usinas, há uma tendência de as empresas segurarem o produto na expectativa de obter um valor melhor para a sua venda. "Isso faria com que reduzisse a oferta, mas nada muito significativo, que venha afetar a demanda", disse.

Ele não quis detalhar como seria feita a formação de um estoque caso houvesse necessidade. Segundo Kardec, o mercado de álcool é o que mais deve crescer nos segundo semestre, seguindo o que já vem ocorrendo desde 2008, quando o combustível ultrapassou a marca de vendas da gasolina para o mercado de veículos leves. Mesmo com este crescimento, o diretor acredita que a oferta está garantida.

Tudo o que sabemos sobre:
etanolANPcana-de-açúcar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.