Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

ANP estende prazo para Petrobras explorar 27 blocos

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) decidiu estender o prazo para o programa exploratório de 27 blocos da Petrobras localizados nas bacias de Santos, Espírito Santo e Sergipe-Alagoas. A estatal havia solicitado a prorrogação do prazo para 70 áreas, alegando dificuldades na obtenção de licença ambiental em algumas e falta de equipamentos para perfurar em outras devido ao aquecimento da demanda no setor de petróleo no período.Das 27 áreas beneficiadas com a medida, 22 terão prazo estendido por 18 meses a partir da liberação do Ibama, e cinco, por 24 meses a contar deste mês. As demais áreas em que a Petrobras pleiteava um adiamento terão uma nova reavaliação por parte da área técnica da ANP dentro dos próximos 90 dias.Todos os contratos de concessão incluídos no pedido da Petrobras tiveram seu prazo suspensos desde o dia 23 de novembro quando foi feita a requisição. Entre os blocos com problemas, estão ainda concessões localizadas nas bacias de Santos, Campos, Sergipe-Alagoas, Pará-Maranhão, Amazonas, Jequitinhonha, Pelotas, Camamu-Almada, Ceará-Potiguar e Barreirinhas.Segundo os contratos assinados com a ANP, a Petrobras teve quatro anos para avaliar as áreas e perfurar pelo menos um poço. Após a perfuração, ganharia mais um ano e, confirmada a descoberta, poderia propor um plano de avaliação da jazida, que tem prazo entre dois e três anos. A estatal, porém, solicitou à ANP mais quatro anos para as áreas, mesmo que não tenha perfurado qualquer poço.

KELLY LIMA, Agencia Estado

29 de dezembro de 2008 | 19h58

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.