ANP fará leilão de biodiesel em abril

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai realizar leilão de compra de 330 milhões de litros de biodiesel em abril, anunciou hoje o superintendente de abastecimento da agência reguladora, Edson Silva, em entrevista coletiva à imprensa. O objetivo é garantir a oferta do combustível a partir de julho próximo, quando passará a ser obrigatória a mistura de 3% de óleo vegetal ao diesel mineral, formando o chamado B3 (diesel com 3% de óleo vegetal). Silva disse que no segundo semestre, provavelmente entre agosto e setembro, a ANP fará outro leilão, também de 330 milhões de litros, para complementar a demanda prevista de 660 milhões de litros para a segunda metade do ano.Silva não quis fazer estimativas de preços para os leilões, mas lembrou que, no último realizado pela agência, em novembro, houve um deságio de quase 20%. "Nós sugerimos o preço de R$ 2,30 por litro e o preço médio saiu por R$ 1,86", lembrou. A estimativa da agência é que o consumo anual de biodiesel atinja cerca de 1,2 bilhão de litros. Aos preços atuais (em torno de R$ 1,88 por litro) isso corresponde a um faturamento de R$ 2,3 bilhões.Desde janeiro o País já está comercializando o diesel B2, que é o óleo mineral (derivado do petróleo) misturado com 2% de óleo vegetal. Silva considera que o abastecimento tem atendido às previsões da ANP. "Havia expectativa de que poderia haver problemas no abastecimento, mas houve apenas algumas questões pontuais que foram equacionadas", garantiu. Esse atendimento está sendo feito com o óleo adquirido nos dois leilões realizados pela ANP em novembro, quando a Petrobras adquiriu 380 milhões de litros. Além disso, a estatal fez outra compra de 100 milhões de litros para funcionar como reserva estratégia, para eventuais problemas no fornecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.