ANP: Petrobras aumenta em 33% entrega de gás natural

A Petrobras aumentou em 33,7% a entrega de gás natural aos seus clientes no mês de março em relação a março do ano passado, conforme dados divulgados hoje pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Isso resultou não só do aumento da produção como também da redução do consumo interno da própria empresa e do menor volume de desperdício, com a redução da queima do combustível. Segundo a ANP, o total de gás natural disponibilizado para o mercado em março atingiu 35,5 milhões de metros cúbicos diários, o que representa um acréscimo de quase 9 milhões (8,95 milhões) de metros cúbicos diários em relação a março de 2007.A produção total de março, ainda segundo a ANP, totalizou 57,793 milhões de metros cúbicos, com aumento de 7,83% em relação a março do ano passado, marcando novo recorde na produção. A queima atingiu o equivalente a 4,663 milhões de metros cúbicos diários, com queda de 7,14% no intervalo de 12 meses. O desperdício do combustível resulta do processo de produção de petróleo e gás no Brasil. Como o gás é associado ao petróleo, a extração do óleo traz junto o gás natural, mas como não há instalações para o seu aproveitamento, o combustível acaba sendo desperdiçado.O consumo próprio da Petrobras atingiu 7,357 milhões de metros cúbicos em março, o que representa uma queda de 9,83% em relação a março do ano passado. Devido a um acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Petrobras assumiu o compromisso de ampliar a geração de energia elétrica através de suas termoelétricas movidas a gás natural e tem reduzido o consumo próprio. O volume de gás natural reinjetado no solo em março situou-se em 10,241 milhões de metros cúbicos diários. A reinjeção é utilizada pela Petrobras em seu sistema produtivo, para aumentar a extração de óleo bruto ou por falta de mercado, como ocorre no campo de Urucu, no Amazonas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.