Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

ANP publica editais de leilões que oferecem 70 blocos para exploração de petróleo

Áreas selecionadas estão em bacias de elevado potencial, objetivo é ampliar as reservas e a produção nacional

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2018 | 14h05

RIO DE JANEIRO - A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta sexta-feira, 26, os editais e os modelos de contrato de concessão da 15ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios, detalhando as áreas que serão ofertadas, as regras e o cronograma da venda.

Um seminário técnico será realizado no dia 30 de janeiro e outro ambiental jurídico-fiscal  está previsto para o dia 2 de fevereiro. A data limite para entrega de garantias será em 8 de março. O leilão está marcado para o dia 29 de março de 2018.

A 15ª Rodada vai oferecer 70 blocos nas bacias sedimentares marítimas do Ceará, Potiguar, Sergipe-Alagoas, Campos e Santos e nas bacias terrestres do Parnaíba e do Paraná, totalizando 95,5 mil quilômetros quadrados de área.

++ Governo corre para fechar acordo com a Petrobrás

Segundo a ANP, os blocos oferecidos foram selecionados em bacias de elevado potencial e de novas fronteiras, com o objetivo de ampliar as reservas e a produção brasileira de petróleo e gás natural, aumentar o conhecimento sobre as bacias sedimentares, descentralizar os investimentos exploratórios, desenvolver a indústria petrolífera nacional e fixar empresas nacionais e estrangeiras no País.

Entre as principais alterações nos instrumentos licitatórios com relação à 14ª Rodada, destacam-se as mudanças na cláusula arbitral - a partir dos resultados da consulta e audiências públicas específicas sobre o tema, em novembro - e a inclusão da reabertura, ao final da rodada, da oferta de blocos não arrematados, assim como alterações visando à desburocratização, como a exclusão da exigência de notarização (reconhecimento de firma).

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.