ANPTrilhos: número de passageiros cresce 8% em 2013

O número de passageiros transportados no sistema metroferroviário brasileiro aumentou 8% em 2013 na comparação com o ano anterior, segundo a Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos). No ano passado, foram 2,7 bilhões de passageiros transportados, ante 2,5 bilhões de pessoas em 2012. A expectativa da associação é que o número chegue a 3 bilhões neste ano.

LAÍS ALEGRETTI, Agencia Estado

20 de maio de 2014 | 12h13

"Tivemos um crescimento de demanda muito maior que o crescimento de rede, o que mostra necessidade de expansão das redes", afirmou o presidente do Conselho da ANPTrilhos, Joubert Flores. De 2010 até 2013, o aumento médio foi de 11% ao ano. Em 2010, foram transportadas 1,9 bilhão de pessoas no País. Por dia, o crescimento foi de 2,2% em 2013 em relação a 2012 e chegou a 9,3 milhões de passageiros por dia.

O aumento da quantidade de passageiros transportados por metrôs e trens urbanos sem uma expansão da rede explica o alto nível de lotação nos sistemas metroferroviários das cidades brasileiras, de acordo com a ANPTrilhos. "Uma vez que o País transporta 8% a mais de passageiros em relação a 2012, com um aumento inexpressivo da rede, está demonstrado claramente que o setor transporta sobre trilhos uma quantidade de usuários no limite de sua capacidade, o que explica os altos níveis de lotação dos principais sistemas", afirma a associação.

Segundo a ANPTrilhos, a existência de sistema metroferroviário é responsável por tirar 1,1 milhão de carros e mais 16 mil ônibus por dia dos centros urbanos onde há metrôs e trens urbanos. Além disso, segundo a associação, o sistema sobre trilhos gera um ganho da ordem de R$ 20 bilhões a toda a comunidade, se consideradas a redução do tempo de deslocamento da população, do consumo de combustíveis e a diminuição da emissão de gases poluentes.

Tudo o que sabemos sobre:
ANPTrilhosbalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.