ANS: lista de operadoras com reajuste de até 9,39%

Os consumidores que possuem planos de saúde já podem saber quais as operadoras que terão reajuste de até 9,39%, ou seja, que se comprometeram a corrigir em 20% as tabelas de consultas médicas. No site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no ícone Canal Médico (veja os links abaixo), o consumidor também vai encontrar a relação das operadoras que não vão reajustar seus honorários médicos e vão praticar o reajuste de 7,69%,.De acordo com a ANS, na medida em que autorizar reajuste anual de custos para operadoras, colocará o nome da empresa em uma das duas listas, mantendo-as atualizadas. Assim, os médicos credenciados e os consumidores poderão controlar o cumprimento do Termo de Responsabilidade assinado pelas operadoras com a Agência.Por esse Termo de Responsabilidade, as operadoras garantiram à ANS que concederão reajuste de no mínimo 20% do valor pago por consultas dadas por seus médicos credenciados. De acordo com a Agência, só a operadora que assinou este Termo de Responsabilidade obteve o índice de 1,7%, além dos 7,69%. Esse reajuste foi fixado pela ANS, de acordo com a Lei 9.656/98 que regulamentou o setor de saúde suplementar.A ANS alerta que se a operadora receber autorização para aplicar o índice de 1,7% nas e não conceder aos médicos o reajuste das consultas em no mínimo 20%, terá de devolver aos consumidores o adicional cobrado. Além disso, a Agência promete multar estas operadoras pelo não cumprimento do Termo de Responsabilidade que assinou. A multa pela irregularidade será de até R$ 50 mil, dependendo do porte da empresaMédicos podem denunciarOs médicos conveniados a operadoras poderão controlar o cumprimento do Termo de Responsabilidade e denunciar a operadora infratora pelo Canal Médico do site da Agência (veja o link abaixo). O médico ou consumidor também pode registrar queixas telefonando gratuitamente para o Disque ANS: 0800-701-9656.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.