ANS multa operadoras de planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) multou seis operadoras de planos de saúde, após comprovar denúncias de consumidores que tiveram seus direitos desrespeitados. As operadoras multadas foram a Amil, a Hapvida, a Camed (Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco Nordeste do Brasil), a Bradesco Seguros, a Unimed São Gonçalo e a Unimed João Pessoa.Segundo a ANS, a Amil Assistência Médica Internacional Ltda. foi multada duas vezes por negar cobertura de assistência médica alegando doença preexistente. No total, a empresa terá de pagar R$ 60 mil ao governo. Outra operadora que foi multada por negar cobertura de assistência médica alegando doença preexistente foi a Hapvida - Assistência Médica Ltda. O valor da multa estabelecido para a multa foi de R$ 25 mil.Além de multar a Hapvida, a ANS negou o pedido de rescisão unilateral de contrato feito pela empresa. No pedido, a Hapvida acusava uma consumidora de fraude no ato de assinatura do contrato, por ter supostamente omitido doença que sabia ser portadora, o que não foi comprovado.A Camed - Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil foi multada em R$ 30 mil por negar cobertura em caso de emergência. Por negar cobertura de procedimento cirúrgico a Bradesco Seguros S.A. foi multada em R$ 5 mil. A Unimed São Gonçalo-Niterói foi multada em R$ 21 mil por reajustar mensalidade sem autorização da ANS. E a Unimed João Pessoa, por impor contrato de exclusividade a seus médicos cooperados, pagará de multa R$ 25 mil.A ANS informa que os consumidores de planos de saúde podem tirar dúvidas ou fazer denúncias gratuitamente pelo Disque Saúde, do Ministério da Saúde: 0800-61-1997, ou pelo site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (veja link abaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.