ANS transferirá carteira da Unimed-SP

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou ontem que a Unimed São Paulo -Cooperativa de Trabalho Médico (Unimed-SP) transfira sua carteira de consumidores dentro de 30 dias. De acordo com a ANS, a transferência garantirá a continuidade do atendimento sem que haja reajuste de mensalidades.A Agência afirma, através de sua assessoria de imprensa, que neste período de negociações da transferência da carteira, os consumidores dos planos de saúde da Unimed São Paulo continuarão a ser atendidos pelos médicos cooperados, e hospitais, clínicas e laboratórios conveniados. Portanto, não haverá paralisação da assistência aos consumidores. A técnica da área de saúde da Fundação Procon-SP, Hilma Araújo dos Santos, recomenda aos consumidores que continuem pagando suas mensalidades normalmente até que a transferência seja realizada. "O consumidor deve ter seus direitos garantidos durante a transferência e o atendimento deve ser normal", avisa. Hilma explica que se a transferência não for efetivada, a Unimed-SP pode sofrer uma liquidação extrajudicial. Em caso de liquidação extrajudicial, a carteira de clientes da cooperativa vai a leilão e os clientes serão transferidos para outra operadora, em condições semelhantes aos dos contratos originais, mas sem a garantia de reajustes nos preços das mensalidades. "A ANS está tentando transferir os clientes da Unimed-SP sem a liquidação extrajudicial para preservar os clientes de um reajuste", avalia a técnica do Procon-SP.A dívida estimada da Unimed-SP é de R$ 70 milhões. A cooperativa está sob direção fiscal e técnica da ANS, decretada em 26 de dezembro de 2000, pois passa por problemas financeiros graves. Os consumidores que sofrerem algum problema com atendimento podem ligar para o Disque ANS, no telefone: 0800-701-9656, ou no Procon-SP, no telefone (011) 1512, ou na Unimed-SP, (0xx11) 3444-9200.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.