Antes da greve, caminhoneiros celebram São Cristóvão

Caminhoneiros de todo o País estão liberados pelos líderes sindicais para participar das comemorações do Dia de São Cristóvão, o padroeiro da categoria. Mas, a partir da zero hora se segunda-feira terão de retirar os caminhões de circulação, segundo informou à Agência Estado o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCam), José de Fonseca Lopes.A partir desse horário terá início uma greve da categoria em todo o País, já chamada de ?paradão nacional?. Esta paralisação está prevista para durar até terça-feira à noite. A manifestação foi programada porque os caminhoneiros reivindicam a recuperação de rodovias com a aplicação dos recursos da Contribuição sobre Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que é cobrada sobre os combustíveis.De acordo com Lopes, os caminhoneiros estão preparando manifestações diferentes durante o ?paradão? em cada Estado. Sobre São Paulo, o presidente da ABCam não quis adiantar nada. ?São Paulo tem uma situação muito delicada, devido à sua importância?, afirmou. ?Só divulgaremos o que vamos fazer em cima da hora?, completou.Ainda de acordo com os dados do presidente da ABCam, a instituição conta 100 mil caminhoneiros filiados em todo o País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.