Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Antes do acordo, álcool era negociado abaixo de R$ 1,05 nas usinas

O preço médio do litro do álcool hidratado caiu 1,38% e o do anidro recuou 3,34% nesta semana nas usinas e destilarias paulistas. Ambos fecharam abaixo do R$ 1,05 acordado entre governo e usineiros na reunião de quarta-feira, em Brasília. Portanto, ainda não refletem o resultado do acordo.Levantamento semanal do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Cepea/Esalq), divulgado hoje, apontou que o preço médio do litro hidratado utilizado para abastecer veículos a álcool e flex fuel ficou em R$ 1,02057, ante R$ 1,03484 na semana anterior. Já o preço médio do álcool anidro, que é misturado à gasolina, recuou de R$ 1,09404 o litro, para R$ 1,04781. Os valores são sem impostos. A professora e pesquisadora do Cepea/Esalq, Mirian Bacchi, afirmou que as quedas ocorreram em virtude dos poucos negócios ocorridos durante a semana e ainda por uma acomodação natural do mercado que já vinha apresentando uma desaceleração, no caso do anidro."O mercado, principalmente do hidratado, esteve tranqüilo em decorrência da expectativa da reunião entre o governo e os usineiros", salientou Miriam. A pesquisadora afirmou ainda que a ratificação do compromisso dos usineiros do Centro-Sul em produzirem 850 milhões de litros de álcool entre março e 1º de maio também contribuiu para tranqüilizar o mercado.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2006 | 18h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.