Divulgação
Divulgação

Antônio Carlos de Almeida Braga, empresário e mecenas do esporte, morre aos 94 anos

Braguinha era próximo de atletas como Pelé, Ayrton Senna, Guga e Emerson Fittipaldi, além de ter se destacado nos ramos segurador e financeiro

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2021 | 18h50

RIO - Morreu nesta terça-feira, 12, em Portugal, o empresário brasileiro Antônio Carlos de Almeida Braga, aos 94 anos. Após se destacar nos ramos segurador e financeiro, Braguinha, como era conhecido, fez fama como mecenas do esporte brasileiro. Financiou desde atletas a times profissionais de vôlei, iniciando o movimento que tornaria o País uma potência mundial no esporte. Era próximo de atletas como Pelé, os pilotos Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi e o tenista Gustavo Kuerten.

O mecenas apoiou a carreira do maior tenista da história do País desde o início. No bicampeonato no Aberto da França, em Roland Garros, em 2000, um dos auges da trajetória de Guga, mereceu agradecimento especial no discurso da vitória, sobre o sueco Magnus Norman.

No mundo dos negócios, Braguinha chamou a atenção pelo trabalho nos anos 1970 e 1980. Herdeiro do grupo Atlântica Seguros, um dos maiores do setor no País na época, o empresário entraria para a alta administração do Bradesco ao negociar a incorporação que daria origem ao Bradesco Seguros, em 1983.

Como resultado, Braguinha se tornou importante acionista do então maior banco do País, mas acabou desfazendo o negócio cinco anos depois, vendendo sua participação a outros acionistas. O empresário fundaria depois o grupo Icatu, mas se aposentaria em seguida, dedicando seu tempo a apoiar o esporte e acompanhar competições.

Foi descrito como um empresário “ousado”, personagem fundamental para a constituição do mercado de seguros no País, em vídeo institucional da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), que promove um prêmio de inovação com o nome de Braguinha.

No futebol, era um conhecido torcedor do Fluminense. “O Fluminense Football Club lamenta o falecimento de seu sócio benemérito Antônio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, que ao longo de sua vida prestou inúmeros serviços ao clube e ao esporte brasileiro”, escreveu o clube carioca em sua conta no Twitter.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.