ANTT encaminha plano de concessão do trem-bala

A diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou nesta segunda-feira, 1º, no Diário Oficial da União, que encaminhou ao Ministério dos Transportes o plano de outorga para a concessão do Trem de Alta Velocidade (TAV) que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. O plano de concessão inclui operação, manutenção e conservação do trem-bala, e também as etapas anteriores de fornecimento e montagem da superestrutura ferroviária, do material rodante e dos sistemas necessários à operação.

LUCI RIBEIRO E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

01 de julho de 2013 | 11h21

Para tornar mais atrativo o projeto aos investidores, o governo pretende elevar a Taxa Interna de Retorno (TIR) do TAV. Embora ainda não esteja confirmado oficialmente, uma fonte do Ministério da Fazenda revelou na sexta-feira, 28, ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a nova TIR de investimento do trem-bala será de 7%. Até então, a TIR do empreendimento era de 6,32%. O novo valor, no entanto, ficou abaixo do que era esperado pelo mercado, algo entre 8% e 8,5%.

Já a taxa alavancada de retorno, que inclui também o financiamento do projeto, deve ficar em torno de 13,6%. "Como depende do financiamento, esse cálculo ainda não foi finalizado", disse a fonte.

Tudo o que sabemos sobre:
ANTTtrem-bala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.