ANTT prevê para 2006 um crescimento de 20% no transporte ferroviário

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), José Alexandre Resende, previu hoje um crescimento de 20% para o setor de transporte ferroviário de cargas no próximo ano, referindo-se ao volume de toneladas transportadas por quilômetro útil (TKU). Em maio deste ano, o governo anunciou a reestruturação da Brasil Ferrovias, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e capitalização pelos acionistas. Os reflexos dessa reestruturação, segundo Resende, começarão a ser sentidos no fim deste ano e em 2006. "O ano que vem será de forte crescimento", afirmou, durante divulgação de balanço da evolução do transporte ferroviário de cargas em 2004. O governo federal já anunciou a expansão das ferrovias Transnordestina, Norte-Sul e Ferronorte, o que ampliará em 5 mil quilômetros a atual malha ferroviária, que é de 28 mil quilômetros. O setor ferroviário é responsável por 26% do transporte de carga do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.