Anúncio do novo corte no Orçamento deve ocorrer na segunda-feira

Governo enfrenta dificuldades definir cortes e tenta sacrificar pouco os investimentos e programas sociais

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

18 de julho de 2013 | 12h16

BRASÍLIA - O anúncio do contingenciamento do Orçamento deste ano deve ficar para segunda-feira, último dia para envio ao Congresso do relatório bimestral de receitas e despesas. Ontem os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, estiveram reunidos com a presidente Dilma Rousseff para tentar definir o valor do corte. A reunião estava marcada para 16 horas e Mantega só voltou ao Ministério por volta das 20h30.

O governo enfrenta grandes dificuldades políticas para definir o corte no Orçamento. A ideia de contingenciar emendas de parlamentares foi combatida pela base governista. Além disso, há uma tentativa de sacrificar o menos possível os gastos com investimentos e para programas sociais.

O relatório trará uma reprogramação de receitas e despesas para 2013, considerando a evolução da arrecadação e a revisão para baixo da previsão de crescimento da economia de 3,5% para 3%. O ajuste nas contas do governo precisa ser feito para garantir a meta de superávit primário de 2,3% do PIB este ano.

Tudo o que sabemos sobre:
orcamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.