Anvisa determina apreensão de cosméticos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde determinou hoje, por meio da Resolução nº 1.400, a apreensão dos cosméticos Post Peeling Protective Gel 130 Rose de Mer, Fluoroxygen Gel 2 Rose de Mer, Care Lotion A N. 110 Rose de Mer, Fluoropeel-C Rose de Mer, Sea Herbal Beauty Masque Rose de Mer, Fluoroxygen Gel 1 Rose de Mer, todos da linha Christina Zehavi, da empresa Derma-Net Comercial Ltda, localizada em São Paulo.Os produtos serão recolhidos por não terem registro na Anvisa. A empresa já havia sido autuada por expor ao público produtos sem registro na Agência e está sujeita às penalidades da Lei nº 6.437/77, que prevê desde notificação até multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. Por determinação da Anvisa, a apreensão dos cosméticos será realizada pelas vigilâncias sanitárias estaduais em todo o território nacional.A Anvisa determinou também a interdição cautelar, em todo o território nacional, do lote nº 34.599 do medicamento similar ranitidina 300 mg, apresentado sob a forma de comprimidos. O produto é fabricado pela empresa Hipolabor Farmacêutica Ltda, de Sabará (MG). Segundo a Anvisa, o laudo realizado pelo Laboratório Central Noel Nutels, do Rio de Janeiro, concluiu que os comprimidos apresentavam alterações na coloração. A denúncia foi feita pela Vigilância Sanitária do Estado de Goiás. A empresa tem 10 dias para apresentar defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.