Anvisa libera mais genéricos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai autorizar, nos próximos dias, a fabricação de remédios genéricos à base de hormônios produzidos em laboratórios. Os medicamentos são usados em tratamentos de osteoporose, câncer na próstata, hipertensão, diabetes, hipotireoidismo e terapias de reposição hormonal (TRH). Com o preço 40% inferior ao dos remédios de marcas, os novos genéricos devem começar a ser vendidos a partir de junho.Uma das substâncias incluídas na nova lista de genéricos é o acetato de ciproterona, droga utilizada na terapia clínica do câncer de próstata. O frasco com 20 comprimidos da marca Androcur tem preço máximo de R$ 72,57 nas farmácias. Já o genérico será vendido por R$ 43,54, segundo cálculos da Anvisa. O uso da droga exige acompanhamento médico, pois pode causar danos à libido e ao sistema cardiovascular."Os genéricos à base de hormônios sintéticos vão garantir os mesmos efeitos das marcas similares por um preço mais em conta", afirmou Vera Valente, diretora da área de Genéricos da Anvisa. "Estudos comprovaram que não há riscos de fabricar esses produtos na versão de genéricos."A Agência vai liberar a fabricação de 40 tipos de hormônios sintéticos. A substância alendronato de sódio, usada no combate à osteoporose, é outra a ganhar nova versão. Uma caixa do similar de marca Fosamax, com 15 comprimidos de 10 miligramas, sai por até R$ 52,95 (a versão genérica, R$ 31). Já a caixa com quatro comprimidos de 70 mg custa R$ 99,23 (o genérico, R$ 59,53).Produtos para diabetes e endometrioseNo caso do diabetes, a Anvisa vai autorizar o genérico glimepirida. Uma caixa com 30 comprimidos de 1 mg da marca Amaryl custa R$ 13,98 (R$ 8,38 como genérico). Também serão contemplados na nova lista de genéricos remédios para reposição hormonal à base de ciproterona com estradiol. Uma embalagem com 21 drágeas fabricada pela Climene custa R$ 14,79 e poderá cair para R$ 8,87 como genérico.Considerada a "doença da mulher moderna", a endometriose também poderá ser tratada com genéricos feitos de hormônios sintéticos. A substância danazol será vendida como genérico em três versões, de 50 mg, 100 mg e 200 mg, que custarão R$ 30,87, R$ 56,45 e R$ 66,81. Os preços estão menores do que os dos vendidos pela marca Ladogal. No Brasil, cerca de 5 milhões de mulheres em idade fértil recorrem a esses remédios, calcula o Ministério da Saúde. Sem causa definida, a doença se caracteriza pelo crescimento da camada interna do útero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.