Anvisa prepara mudanças em bulas de remédios

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde pretende, a partir do próximo ano, realizar alterações nas bulas dos medicamentos com a intenção de torná-las mais compreensíveis e com informações atualizadas. Segundo a Anvisa, a medida busca promover o uso racional de medicamentos no país.A proposta de nova regulamentação foi publicada hoje no Diário Oficial, por meio da Consulta Pública nº 96. A Anvisa pretende criar duas bulas diferentes: uma direcionada aos pacientes, dentro da embalagem do medicamento, escrita em linguagem simples e outra para os profissionais de saúde, com informações técnicas. De acordo com a Agência, a posologia (instruções de uso) não estará disponível na bula dos pacientes, a fim de ajudar a evitar a auto-medicação.Bulas omitem informaçõesA Anvisa realizou uma pesquisa que constatou deficiências nas informações de 48% das bulas de medicamentos produzidos por três dos principais laboratórios que atuam no País. A pesquisa registrou omissão de informações sobre efeitos colaterais, problemas no uso de dois ou mais medicamentos ao mesmo tempo, reações adversas, além da falta de dados sobre a composição dos produtos, entre outros problemas. Segundo a Anvisa, os textos das bulas dos medicamentos genéricos e similares também deverão ser alterados, passando a ter informações iguais às do medicamento que copiam. Os laboratórios dos medicamentos inovadores terão que atualizar as bulas sempre que houver qualquer novidade a respeito dos efeitos da droga em qualquer parte do mundo.As críticas e sugestões podem ser enviadas nos próximos 30 dias no seguinte endereço: Agência Nacional de Vigilância Sanitária, SEPN 515, Bloco "B" Ed. Ômega, Asa Norte, Brasília-DF, CEP 70770-502 ou através do fax (0xx61) 448-1080 ou pelo e-mail: alimentos@anvisa.gov.br.

Agencia Estado,

21 de novembro de 2001 | 17h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.