coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Anvisa suspende medicamentos contra câncer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu ontem a venda de oito medicamentospara tratamento de câncer da empresa Pharmacia Brasil Ltda, localizada na Capital paulista. De acordo com a Agência, os medicamentos, que são importados da Austrália, já estão sendo retirados do mercado pelo próprio fabricante que identificou uma fonte de contaminação por fungo em sua linha de produção. Os medicamentos suspensos são:- Aracytin CS - 1g/10ml - lote nº R908E- Farmorubicina CS - 10 mg/5ml; 20mg/10ml; 50mg/25ml - lotes nº T029B; R907B; R907E; R819C; R991D- Mantrex CS - 50mg/2ml - lote nº R869G/R- Cytosafe Metotrexato - 500 mg/20ml - lote nº R968C- P & U Cisplatina - 50 mg/50ml - lote nº T027C- Cisplatina - 100 mg/100ml - lote nº R839A- Cytosafe Sulfato de Vincristina - 1mg/1ml - lote nº R914A- Vincizina CS - 1mg/1ml - lote nº R914A/RNo Brasil, segundo a Anvisa, os medicamentos foram analisados, mas os testes não acusaram contaminação. A Anvisa determinou, portanto, a suspensão desses produtos por medida preventiva. A Agência afirma que os medicamentos são de uso hospitalar (não são comercializados em farmácias e drogarias) indicados no tratamento de câncer de mama, bexiga, endométrio, ovário, cérebro e leucemia, entre outros. Unidades de saúde e distribuidores devem estar atentos para a determinação da Agência. Quem descumprir a resolução está sujeito a multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, de acordo com a Lei nº 6.437/77.

Agencia Estado,

18 de junho de 2002 | 16h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.