AOL: dificuldade para lançar ações

Foi definido ontem em US$ 8,00 o preço da oferta pública inicial - Initial Public Offering, IPO - da AOL Latin America, uma joint venture entre a America Online (AOL) e o Grupo Cisneros, da Venezuela. A previsão inicial da empresa era que a oferta seria feita na semana passada, a um preço entre US$ 15,00 e US$ 17,00."Vai ser uma tarefa muito difícil conseguir realizar essa emissão", afirmou Randall Roth, analista da Renaissance Capital, instituição que acompanha e analisa todos os IPOs nos Estados Unidos. "Eles podem estar considerando outras opções, como adiar o IPO para esperar um melhor momento tentar atrair outro parceiro", diz.Um dos fatores que afeta a operação é o fraco desempenho no Brasil, primeiro mercado latino-americano explorado pela empresa, que investiu cerca de US$ 100 milhões na empreitada. Roth avalia que o modelo que deu certo nos Estados Unidos não é o mesmo que funcionará no Brasil ou em outros mercados no exterior.Segundo dados da Renaissance, na semana passada, estavam previstos 28 IPOs, mas apenas 19 foram realizados. O da AOL-LA foi um dos que ficaram para esta semana, que já contabiliza 36 ofertas públicas iniciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.