Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

coluna

Fernanda Camargo: O insustentável custo de investir desconhecendo fatores ambientais

Apenas um terço dos paulistanos pretende gastar com bens duráveis no final do ano

Intenção de compra dos consumidores da cidade de São Paulo para o quarto trimestre do ano chegou a 34,4%, a mais baixa desde o início do levantamento, em 1999

Dayanne Sousa, O Estado de S. Paulo

06 de outubro de 2015 | 13h41

SÃO PAULO - O número de consumidores que pretende gastar com a compra de bens duráveis durante o final deste ano atingiu o pior nível desde 1999, segundo pesquisa realizada pelo Programa de Administração do Varejo da Fundação Instituto de Administração (Provar/Fia). A intenção de compra dos consumidores da cidade de São Paulo para o quarto trimestre do ano chegou a 34,4%, a mais baixa desde o início do levantamento. O montante indica queda na comparação com 2014: é 6 pontos porcentuais menor que o do mesmo período do ano anterior.

Mesmo sendo considerado um trimestre importante para o varejo em razão da chegada das festas de final de ano, o  indicador para o quarto trimestre de 2015 é inferior até mesmo ao do terceiro trimestre deste ano. A intenção de compra entre outubro e dezembro é 10 pontos porcentuais mais baixa que aquela apurada para o período de julho a setembro.

A amostra de intenção de compra no varejo físico é composta por consumidores da cidade de São Paulo e aborda diversas categorias de produtos, como eletroeletrônicos, informática, telefonia, material de construção, linha branca, vestuário etc. O indicador ainda leva em conta a utilização do crédito nas compras de bens duráveis. 

Tudo o que sabemos sobre:
consumobens duráveisNatal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.