R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Apesar da crise, consumo na China sobe 15% em 2009

Valor é inferior aos 21,6% registrados em 2008; vendas no varejo chegam a US$ 293,8 bilhões

Efe,

12 de março de 2009 | 06h10

O consumo dos cidadãos chineses aumentou 15,2% em janeiro e fevereiro, apesar da crise, embora o crescimento tenha sido inferior aos 21,6% registrados em 2008, informou nesta quinta-feira, 12, o Birô Nacional de Estatísticas. De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  A cifra total de vendas no varejo chegou a 2 trilhões de iuanes (US$ 293,8 bilhões). O ritmo de aumento entre janeiro e fevereiro foi mais alto nas áreas rurais da China (17%) que nas urbanas (14,4 %), embora o volume total continue sendo maior nas cidades. O Birô Nacional de Estatísticas também divulgou dados do crescimento industrial, que teve alta de 3,8% nos dois primeiros meses do ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacrise financeiraconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.