Apesar do anúncio saudita, petróleo bate recorde a US$ 139,89

Preço da commodity sobe mesmo com a promessa do país de elevar a produção em 200 mil barris por dia

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

16 de junho de 2008 | 10h25

Os contratos futuros do petróleo disparam nesta segunda-feira, 16, com o WTI estabelecendo novo recorde intraday (durante os negócios), apesar das expectativas de confirmação pela Arábia Saudita de informações divulgadas na semana passada de aumento em sua produção.   Veja também:  Preço do petróleo em alta   Às 10h21 (de Brasília), o contrato do petróleo para julho negociado na Nymex subia 2,81% para US$ 138,65 o barril, abaixo do recorde intraday de US$ 139,89 o barril registrado pouco antes. O brent para agosto operava em US$ 138,27 o barril, alta de 2,34%. As informações são da Dow Jones.   No último domingo, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o país do Oriente Médio irá aumentar sua produção de petróleo em uma tentativa de fazer com que os altos preços do produto caiam.   Os líderes sauditas, que se reuniram com Ban Ki-moon na Arábia Saudita, concordaram em produzir um adicional de 200 mil barris por dia - cerca de 2% da atual produção - a partir do próximo mês.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoArábia Saudita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.