Apesar do preço menor, cenário para o minério é positivo

O preço do minério de ferro em 2013 trará novos desafios aos produtores de alto custo, principalmente na China. O ano consolidará um novo ciclo para os preços da matéria-prima, depois de grande volatilidade vivida pelo setor em 2012, ano em que os preços oscilaram de menos de US$ 90 a US$ 150. Os observadores do setor entendem que valores próximos de US$ 200, fruto do descompasso entre a oferta e a demanda do insumo, ficaram no passado.

O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2012 | 02h07

O preço da tonelada do insumo, que hoje está na casa de US$ 139 a tonelada seca no mercado à vista (spot) chinês, chegou a se aproximar de US$ 190 no ano passado. "Os preços exuberantes do passado não vão existir mais, mas o cenário é benigno nos próximos 10 a 15 anos", afirmou recentemente o diretor de Finanças da Vale, Luciano Siani.

O especialista da Tendências Consultoria, Bruno Rezende, estima entre US$ 105 e US$ 110 a tonelada do minério para o final de 2013. Mesmo assim, ele acredita que o novo patamar de preços seguirá bastante positivo para os produtores de baixo custo, como a Vale. / F.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.