Apesar dos furacões, EUA crescem 4,3% no 3º trimestre

O Departamento do Comércio dos EUA informou expansão de 4,3% na primeira revisão do Produto Interno Bruto (PIB) do país no terceiro trimestre, o melhor registro em mais de um ano. A mediana das previsões de 17 economistas ouvidos em pesquisa Dow Jones/CNBC era revisão para crescimento de 4,1%, de expansão de 3,8% na estimativa preliminar. No segundo trimestre, a economia cresceu 3,3%. Este dado mostra a boa evolução da maior economia mundial, apesar do saldo devastador dos furacões Katrina e Rita em agosto e setembro passados.O crescimento do terceiro trimestre está acima do número adiantado antes, de 3,8%, e ultrapassa as expectativas da maioria dos analistas. Ele foi impulsionado pelos investimentos das empresas e pelos gastos dos consumidores, os quais cresceram mais do que o Departamento do Comércio havia calculado anteriormente. Os investimentos das empresas cresceram 8,8% no terceiro trimestre, superando o cálculo anterior de alta de 6,2%. Os gastos com consumo, que respondem por cerca de dois terços do PIB, avançaram 4,2% no terceiro trimestre, de aumento de 3,9% previsto anteriormente e de 3,4% no segundo trimestre. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.