Apex usa feira na Alemanha para promover produto brasileiro

A Agência de Promoção de Exportações (Apex) inicia no próximo dia 18 uma nova estratégia para promover os produtos brasileiros em eventos internacionais. Na maior feira de calçados do mundo, a GDS, em Dusseldorf (Alemanha), além dos 20 calçadistas que expõem sob a bandeira Brazilian Footwear, o estande brasileiro terá desfiles de moda têxtil e calçados, jóias e bijuterias produzidas no Brasil, em um cenário decorado com artesanato brasileiro, regado a café, cachaça e chope para os visitantes, ao som de MPB.Os investimentos para o evento, divididos entre a Apex e a Associação Brasileira da Indústria de Calçados (Abicalçados), somam R$ 2 milhões. O presidente da Apex, Juan Quirós, disse à Agência Estado que todas as participações brasileiras em feiras internacionais terão um diferencial. "Ao mesmo tempo em que promovemos o produto da feira, aproveitamos para mostrar vários outros produtos típicos." A GDS conta, na edição deste ano, com 1,5 mil expositores. Eles mostrarão seus produtos entre 18 e 21 de setembro.Quirós vai participar da abertura do evento, o mais importante no volume de negócios realizados. Até as roupas da equipe de apoio terão diferencial. Serão cores fortes, com destaque para o logo Brazilian Footwear, que também estará em sacolas, canetas, catálogos, pins e bandanas, segundo informações da Apex.A GDS é a grande vitrine para o mercado europeu, que já conhece o calçado brasileiro. Enquanto diversas empresas participam com o objetivo de tomar contato com os importadores, caso da mineira San Marino, outro tanto, como a Calçados Sandra (Nova Hartz/RS), busca ampliar seu leque de vendas externas. Atualmente, 70% dos 16 mil pares/dia que a Sandra produz são exportados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.