Aplicação do FGTS em infra-estrutura é positiva, diz CUT

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou nesta terça-feira, 23, nota afirmando que "a possibilidade de usar uma parte dos recursos do FGTS em investimentos de infra-estrutura pode ser positiva". Segundo a CUT, "a aplicação do patrimônio líquido do FGTS em papéis, como ocorre atualmente, alimenta a ciranda financeira e não gera nenhum emprego ou benefício para a classe trabalhadora".A nota ressalta, porém, que a remuneração atual (TR + 3%) deve ser garantida como patamar mínimo. A CUT destaca ainda que é necessário que os empreendedores privados que tomarem empréstimos desse fundo devem se comprometer com contrapartidas sociais, tais como a manutenção e a geração de empregos formais, sob pena de perderem o acesso a juros subsidiados. Além disso, a CUT defende que "as entidades representativas dos trabalhadores participem da gestão desse fundo, decidindo inclusive o destino dos recursos.""Acreditamos que esse aperfeiçoamento da proposta, contida no PAC, pode ser conquistada através de mobilização e negociação", explicou o presidente nacional da CUT, Artur Henrique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.