Aplicativo de motofrete recebe aporte de R$ 50 mi

Três grandes investidores, entre eles fundos que já investiram no Airbnb e no Alibaba, acabaram de fazer um aporte de R$ 50 milhões numa empresa brasileira que conecta motoboys a clientes corporativos que precisam de serviços de frete. Fundada em 2013, em São Paulo, pelo francês Fabien Mendez (ex-executivo de bancos de investimento como o JP Morgan), a Loggi já está na terceira rodada de investimentos. Desta vez, quem colocou dinheiro no negócio foi o Dragoneer Investment Group, um fundo com investimentos no Airbnb, MercadoLivre e Alibaba; o fundo de venture capital Monashees, que é líder no investimento em empresas de tecnologia no Brasil; e a Qualcomm Ventures. O recurso será usado na expansão da empresa, que hoje tem uma rede de mil motoboys, responsáveis por mais de 150 mil entregas por mês para cerca de 2,5 mil companhias, como grandes bancos e varejistas de e-commerce.

O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2015 | 02h02

 

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.