USP Imagens
USP Imagens

Aportes em planos de previdência sobem 12,64% em um ano

Dados da FenaPrevi de maio de 2016, mostram que os novos aportes em planos abertos somaram R$9,8 bilhões

Marcelle Gutierrez, O Estado de S.Paulo

11 Julho 2016 | 13h27

SÃO PAULO - Novos aportes em planos abertos de previdência privada, como PGBL e VGBL, somaram R$ 9,8 bilhões em maio, um crescimento de 12,64% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A captação líquida - diferença entre depósitos e resgates - ficou positiva em R$ 5,4 bilhões, maior do que à de R$ 5 bilhões em igual mês de 2015. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi).

Os planos individuais foram os que mais receberam recursos em maio, com R$ 9 bilhões. Do total, R$ 163,5 milhões foram investimentos em planos para menores. Os planos empresariais somaram R$ 767,9 milhões em maio de 2016.

Na divisão por modalidade de plano, o VGBL recebeu contribuições de R$ 9 bilhões em maio e o PGBL registrou R$ 669 milhões. Os planos tradicionais de acumulação registraram R$ 65,6 milhões.

Acumulado. No acumulado de janeiro a maio deste ano, os aportes somaram R$ 40,3 bilhões, 10,7% superior na comparação com igual intervalo de 2015. A captação líquida no período foi de R$ 18,3 bilhões, alta de 1,67% ante o ano passado.

Os planos individuais tiveram R$ 36,9 bilhões em aportes. Deste total, R$ 792,6 milhões foram investimentos em planos para menores. Os planos empresariais somaram R$ 3,4 bilhões em contribuições.

O VGBL recebeu R$ 36,8 bilhões em aportes e o PGBL, R$ 3,1 bilhões. Os planos tradicionais de acumulação, por sua vez, registraram R$ 333,1 milhões de janeiro a maio de 2016.

Mais conteúdo sobre:
Previdência Privada Aposentadoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.