finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Após 2 meses de alta, IGP-DI tem deflação de 0,04% em outubro

Resultado deve-se sobretudo aos menores preços no atacado; em setembro, índice teve taxa positiva de 0,25%

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

09 de novembro de 2009 | 08h21

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) voltou a mostrar deflação após dois meses com taxas positivas, devido sobretudo a menores preços no atacado. O índice caiu 0,04% em outubro, em comparação com a alta de 0,25% apurada em setembro, segundo informou nesta segunda-feira, 9, a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 

Veja também:

link IPC-S acelera para 0,1% na primeira prévia de novembro

especial Entenda os principais índices de inflação

O Índice de Preços por Atacado - Disponibilidade Interna (IPA-DI) teve queda de 0,08% em outubro, em comparação com o aumento de 0,29% em setembro. Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor - Disponibilidade Interna (IPC-DI) registrou taxa positiva de 0,01% no mês passado, após registrar elevação de 0,18% em setembro. Já o Índice Nacional de Custos da Construção - Disponibilidade Interna (INCC-DI) subiu 0,06% em outubro, em comparação com a alta de 0,15% em setembro.

Embora não seja mais usada para reajustar a tarifa de telefone, a taxa acumulada do IGP-DI ainda é usada como indexadora das dívidas dos Estados com a União. Até outubro, o índice acumula quedas de 1,39% no ano e de 1,76% em 12 meses. O período de coleta de preços para o IGP-DI anunciado nesta segunda foi do dia 1º a 31 do mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoFGVIGP-DI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.