Após 5 altas, procura das empresas por crédito recua em agosto

Queda de 4,3% no último mês é influenciada pelas micro e pequenas empresas, revela estudo do Serasa Experian

estadao.com.br,

17 de setembro de 2009 | 10h02

Depois de registrar cinco altas seguidas, a demanda das empresas por crédito caiu 4,3% em agosto ante julho, aponta pesquisa do Serasa Experian, divulgada nesta quinta-feira, 17. Segundo o estudo, as micros e pequenas empresas encontram dificuldades para ter acesso ao crédito junto ao Sistema Financeiro Nacional, o que influenciou o recuo da demanda no mês passado. Também contribuiu para a queda a menor quantidade de dias úteis verificados em relação a julho: 21 contra 23.

 

Veja também:

especialUm ano após auge da crise, economia se recupera

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialDicionário da crise 

especialComo o mundo reage à crise

 

Na comparação com o mesmo mês de 2008, o recuo na demanda foi de 4%. No acumulado dos primeiros oito meses deste ano, a queda foi de 5,8% frente ao mesmo período de 2008, o melhor desempenho até agora no ano de 2009 por este critério de comparação, apontou a pesquisa.

 

Na análise por regiões do País, a que apresentou a queda mais acentuada na demanda das empresas por crédito em agosto foi o Centro-Oeste, com variação de -9,2% em relação ao mês anterior, seguida pela região Norte, com queda de 7,0%. As empresas da região Nordeste diminuíram em 3,6% as suas procuras por crédito no mês passado, ao passo que as quedas nas regiões Sul e Sudeste foram de 1,9% e 4,3%, respectivamente.

 

Regiões

 

No acumulado de 2009, as empresas da região Norte estão com a menor queda em termos de demanda por crédito (-1,4%). "Vale lembrar que esta região foi beneficiada pelas isenções tributárias determinadas pelo Governo Federal, especialmente quanto a produção industrial de eletrodomésticos e motocicletas", explicam os analistas da Serasa Experian. As empresas da região Sul foram as que mais recuaram em suas procuras por crédito no acumulado do ano até agora, com queda de 8,9% no período de janeiro a agosto de 2009 frente ao mesmo período do ano passado.

 

Porte

 

Na classificação por porte, o estudo revela que agosto de 2009 foi marcado pela queda de 4,5% na procura por crédito das micros e pequenas empresas. Já as médias empresas recuaram a sua demanda por crédito em 1,3%, ao passo que as grandes empresas expandiram em 0,9% as suas demandas por crédito no mês passado.

 

Apenas as grandes empresas registram variação acumulada anual positiva em termos de demanda por crédito (alta de 1,7%). As médias empresas registram recuo de 4,7% ao passo que as micros e pequenas empresas apresentam queda de 6,0% em suas procuras por crédito no período de janeiro a agosto de 2009 contra o mesmo período de 2008.

 

Setor

 

Por setor da economia, Serviços recuou 9,9% a busca por crédito em agosto ante julho, Indústria caiu 1,9% e Comércio, 0,1%. No acumulado do ano, os três segmentos tiveram reduções parecidas,

perto de 6%.

 

O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito foi lançado em 17 de março. O índice é feito com base numa amostra de 1,2 milhão de Cadastros Nacionais da Pessoa Jurídica (CNPJs).

Tudo o que sabemos sobre:
créditoempresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.