Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Após 8 meses, Francisco Valim deixa via Varejo

O executivo Francisco Valim, presidente executivo da Via Varejo, deixou a empresa após permanecer apenas oito meses no cargo. Ele apresentou nesta quinta-feira (17) sua carta de renúncia ao conselho de administração da companhia, resultado da fusão de Casas Bahia e Ponto Frio. Seu cargo será ocupado por Líbano Barroso, membro do conselho de administração da Via Varejo e vice-presidente de desenvolvimento estratégico do Grupo Pão de Açúcar (GPA).

MÔNICA SCARAMUZZO, FERNANDO SCHELLER E NATALIA GÓMEZ, Agencia Estado

18 de abril de 2014 | 09h05

Valim havia sido indicado pelo atual controlador do GPA, o grupo francês Casino. À reportagem, Valim disse que decidiu renunciar ao cargo para tocar projetos pessoais. "Decidi abandonar a vida executiva para me tornar empreendedor."

O ex-executivo, que presidiu a Oi e também comandou a Serasa, está avaliando projetos na área de tecnologia. O primeiro deles será o Piggme.com, um site criado no fim do ano passado voltado para "social commerce", um clube de afiliados que tem acesso a compras com descontos. "Estou com outros projetos engatilhados."

Valim afirmou que sua decisão de sair da Via Varejo não teve a ver com o estilo de gestão do grupo francês Casino, considerado difícil por fontes de mercado. Valim participou do processo de emissão secundária de ações, em dezembro do ano passado, no qual movimentou mais de R$ 2,8 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoPão de Açúcar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.