Após abrir em alta, Bovespa inverte o sinal e perde os 70 mil pontos

Às 15h04, o Ibovespa tinha queda de 0,76%, aos 69.869 pontos

Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 14h59

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta nesta quinta-feira, 21, acompanhando o cenário externo, mas passou a oscilar e inverteu o sinal. Às 15h04 (de Brasília), o Ibovespa tinha queda de 0,76%, aos 69.869 pontos. Em Nova York, no mesmo horário, Dow Jones subia 0,45% e S&P 500 avançava 0,29%.

As ações da Petrobrás e da Vale também operam em queda nesta quinta. Petrobrás PN caía 2,76% e ON cedia 2,73%. Já Vale PNA perdia 1,30%, enquanto ON tinha desvalorização de 1,15%. O papel da BM&FBovespa também registra forte queda, de 2,98%, pressionado pelas regras adicionais para derivativos. Investidores temem que próximo alvo da taxação seja a compra direta de ações por estrangeiros

Na quarta-feira, o governo fechou as brechas que os investidores estrangeiros poderiam usar para driblar o novo IOF de 6% nos depósitos de garantias para negócios no mercado futuro. Por meio de duas resoluções do CMN e de uma determinação direta do BC para a BM&FBovespa, a equipe econômica busca reduzir a especulação cambial no mercado futuro.

Os profissionais explicam que, apesar de ter impacto reduzido para a Bolsa, as novas medidas aumentam o risco regulatório para a BM&FBovespa.

Na resolução 3914, o CMN proibiu as instituições financeiras que operam no Brasil de realizar operações de "aluguel, troca ou empréstimo de títulos, valores mobiliários e ouro para investidor não residente cujo objetivo seja o de realizar operações nos mercados de derivativos". A medida não atinge operações já feitas.

Outra janela fechada foi a que possibilitava aos estrangeiros que já tinham recursos no Brasil colocar os ativos como margem na BM&FBovespa sem pagar o IOF. O BC também determinou que a BM&FBovespa não aceite cartas de fiança como garantia nas operações de derivativos - elas estavam livres da taxação pelo IOF.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa: PetrobrásValeDJS&P 500

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.