Após alta na Ásia, bolsas sobem mais de 3% na Europa

Nova oferta pelo banco Bear Stearns e índice de casas nos EUA aliviam os mercados nesta terça

BBC Brasil,

25 de março de 2008 | 07h50

As boas notícias provenientes dos Estados Unidos - como o aumento da oferta de compra do banco americano Bear Stearns e os indicadores do mercado imobiliário - impulsionaram fortemente os mercados da Ásia e da Europa nesta terça-feira, 25. Nas bolsas de Londres, Paris e Frankfurt, os principais indicadores - FTSE 100, CAC 40 e DAX 30, respectivamente - superaram os 3% na primeira hora de negociações.   Veja também:   JP Morgan negocia quintuplicar oferta por Bear Stearns, diz NYT Cronologia da crise financeira  Entenda a crise nos Estados Unidos   O sobe e desce do dólar  Veja os efeitos da desvalorização do dólarA recuperação na Europa seguiu a do mercado asiático, que por sua vez foi impulsionado por notícias vindas no dia anterior dos Estados Unidos. Em Hong Kong, o principal indicador subiu 6,4%, enquanto na Austrália o avanço foi de 3,3%. No Japão, o índice Nikkei superou 2%. Boas notícias nos EUA  Na volta do feriado de Páscoa, os investidores receberam bem o aumento da oferta de compra do banco Bear Stearns pelo rival JP Morgan Chase. A nova proposta, de US$ 10 por ação - cinco vezes maior que a oferta anterior - reforçou a confiança no sistema bancário dos Estados Unidos. Para analistas, pode ter sido um sinal de que a crise no mercado de crédito é menor que estimam as piores expectativas. As ações do Bear Stearns fecharam em alta de mais de 80%, cotadas a US$ 11,52. À tarde, a notícia de um inesperado aumento nas compras de casas usadas nos Estados Unidos levou investidores a reduzir os temores também em relação aos problemas no mercado imobiliário, que estão na base da atual instabilidade. O índice Dow Jones fechou na segunda-feira, 24, com alta de 1,52%, o Standard & Poors avançou 1,53% e o Nasdaq Composite Index ganhou 3,04%.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasÁsiaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.