Após anúncio de PIB japonês, Ásia abre com resultados mistos

Enquanto Tóquio e Seul baixavam 0,65% e 0,75%, respectivamente, Hong Kong subia 0,04%

Agências internacionais,

16 de fevereiro de 2009 | 00h48

Após o governo japonês anunciar que o Japão teve a contração mais acelerada dos últimos 35 anos entre outubro a dezembro de 2008, os mercados asiáticos abriram o pregão desta segunda-feira, 16, com resultados mistos.   Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise     O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio baixava 50,95 pontos (0,65%), aos 7.728,45. O índice Topix, que reúne todos os valores da primeira seção, subia 1,07 ponto (0,13%), para 765,66.   O dólar abriu em alta no mercado de divisas de Tóquio cotado a 91,50 ienes, frente aos 91,17 ienes do fechamento da sexta-feira. Enquanto isso, o euro abriu era cotado a 117,07 ienes, frente aos 117,91 ienes da última rodada. Com o dólar, a moeda europeia era negociada a US$ 1,2790, frente a US$ 1,2930 do fechamento anterior.   O PIB japonês caiu num ritmo anual de 12,7% no período de outubro a dezembro de 2008, disse o governo na segunda-feira, 16. Esta é a queda mais acentuada do Produto Interno Bruto japonês desde o choque do petróleo de 1974. Ela é muito mais grave que as quedas de 3,8% dos EUA e de 1,2% da zona do euro.   A contração põe em evidência a vulnerabilidade das economias asiáticas, voltadas à exportação, durante recessões mundiais e indica que mais cortes no emprego, lucro e produção deverão ocorrer nos próximos meses.   O Japão teve seu terceiro trimestre de declínio. O PIB havia caído 1,8% no período julho-setembro. O PIB do quarto trimestre caiu 3,3% em relação ao período anterior e, em 2008, a queda foi de 0,7% - a primeira em nove anos, de acordo com o gabinete de governo. Sem sinais de recuperação no futuro próximo, o Japão agora está em meio à pior crise econômica desde a 2ª Guerra Mundial, dizem analistas.   O indicador Kospi da Bolsa de Valores de Seul, na Coréia do Sul, caía 8,92 pontos (0,75%), aos 1.183,52. O índice de valores tecnológicos Kosdaq subia 3,11 pontos (0,78%), para 398,80.   O seletivo PSEI da Bolsa de Valores de Manila, nas Filipinas, registrava baixa de 6,56 pontos (0,34%), aos 1.913,10. O indicador composto KLCI da Bolsa de Valores de Kuala Lumpur, na Malásia, perdia 3,68 pontos (0,40%), aos 906,16.   O indicador SET do Bolsa de Valores de Bangcoc, na Tailândia, caía 0,80 ponto (0,17%), aos 444,97. O índice Straits Times da Bolsa de Valores de Cingapura baixava 0,49 ponto (0,03%), aos 1.705,15.   O índice Hang Seng da Bolsa de Valores de Hong Kong subia 5,15 pontos (0,04%), aos 13.559,82. O índice composto JKSE da Bolsa de Valores de Jacarta, na Indonésia, aumentava 7,42 pontos (0,55%), aos 1.346,16.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.