André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Após BC cortar juros, mercado espera inflação e Selic menores em 2017

Analistas cortaram de 9,50% para 9,25% ao ano a estimativa para taxa de juros neste ano; a projeção para IPCA caiu de 4,43% para 4,36%

Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

01 de março de 2017 | 12h30

Na esteira da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), na semana passada, os economistas do mercado financeiro alteraram suas projeções para a Selic no fim de 2017. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta quarta-feira, 1º, que a mediana das previsões para a Selic em dezembro deste ano passou de 9,50% para 9,25% ao ano. Há um mês, estava em 9,50%. 

Os analistas também voltaram a reduzir suas projeções para o IPCA neste ano, de 4,43% para 4,36%. Há um mês, estava em 4,70%. Já a projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,50%, mesmo patamar de quatro semanas atrás. Na prática, as projeções indicam que a expectativa é que a inflação se aproxime do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual para mais ou para menos (inflação de 3% a 6,0%). 

O Copom anunciou na última semana corte de 0,75 ponto da Selic, de 13,00% para 12,25% ao ano, como esperado pelo mercado. No entanto, deixou a porta aberta para a intensificação dos cortes nos próximos encontros, o que dependerá "da estimativa da extensão do ciclo" e da "evolução da atividade econômica, dos demais fatores de risco e das projeções e expectativas de inflação". 

 

O BC publica toda segunda-feira o Relatório de Mercado Focus, com as projeções inseridas pelas instituições financeiras até a sexta-feira anterior. Desta vez, em função do Carnaval, a instituição optou por divulgar o documento hoje, quarta-feira, às 12 horas. 

Tudo o que sabemos sobre:
CopomSelicIPCACarnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.