coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Após ciclo recorde de queda, preços voltam a subir em SP

O ciclo recorde de deflações na cidade de São Paulo, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), chegou ao fim. Assim como no cenário nacional, os preços do varejo na capital paulista voltaram a subir: após dez quedas consecutivas, a taxa teve alta de 0,07% até à quadrissemana encerrada em 31 de julho, ante taxa negativa de 0,13% no índice anterior, de até 22 de julho. A elevação, anunciada nesta quarta-feira, deu fim à seqüência mais longa de quedas apurada na cidade desde a criação do indicador, em janeiro de 2003. Nesta quarta, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou os resultados regionais de inflação das sete capitais usadas para cálculo do IPC-S global, que foi anunciado na terça-feira em 0,06%. A cidade de São Paulo é a de maior peso na formação do indicador. Das sete cidades pesquisadas, seis registraram aceleração ou deflação mais fraca de preços, na passagem dos dois levantamentos. Além de São Paulo, é o caso de Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, e Rio de Janeiro. A única capital a registrar queda mais intensa de preços, no mesmo período, foi a de Salvador (de -0,07% para -0,18%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.