coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Após coletiva de Obama, Bolsas asiáticas abrem em alta

Índice Nikkei, de Tóquio, subia 1,42%, Kospi, em Seul, aumentava 1,03% e Hang Seng, em Hong Kong, 0,13%

Agências internacionais,

10 de fevereiro de 2009 | 01h18

Após a primeira entrevista coletiva do presidente Barack Obama que teve a crise financeira como destaque, as Bolsas asiáticas abriram o pregão desta terça-feira, 10, em alta.   Veja também: Obama diz que somente governo pode salvar economia dos EUA De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise   O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio subia 1,42%, para 8.082,35 pontos. Já o indicador Topix avançava 1,33%, para 789,29 pontos.   O dólar abriu em leve alta no mercado de Tóquio, a 91,30 ienes, contra os 91,16 ienes do último fechamento. O euro era cotado a 118,35 ienes e a US$ 1,2960, frente às cotações de 117,55 ienes e de US$ 1,2895 da jornada anterior.   O indicador Kospi, do mercado sul-coreano, aumentava 12,36 pontos (1,03%)para se situar em 1.215,05 puntos. O índice de valores tecnológicos Kosdaq ganhava 4,55 pontos (1,21%) até 381,38 pontos.   O índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong ganhou na abertura do pregão desta terça-feira 18,06 pontos (0,13%), aos 13.787,12.   O índice seletivo KLCI, de Kuala Lumpur, estava em 902,40 pontos, após subir 5,76 (0,64%). O índice SET, da bolsa de Bangcoc, aumentava para 444,67 pontos, após subir 0,28 (0,06%). O índice Straits Times, da bolsa de Cingapura, subia 9,93 pontos (0,59%), aos 1.692,27.   Em Manila, o índice composto Psei caía 29,21 pontos (1,50%), aos 1.922,25. O índice seletivo JKSE, de Jacarta, perdia 7,55 pontos (0,56%), aos 1.334,67.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.