coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Após Copom, mercado prevê novo corte do juro só em 2008

Economistas revisam projeção para a Selic no final de 2007, projetando manutenção da taxa até o ano que vem

Agência Estado e Reuters,

22 de outubro de 2007 | 09h14

A decisão do Comitê de Política Monetária, na última quarta-feira, de manter a taxa básica de juros, a Selic, em 11,25% levou o mercado financeiro a rever suas projeções para o final de 2007. De acordo com pesquisa do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, 22, os economistas acreditam que um novo corte nos juros será feito apenas em 2008. Assim sendo, a Selic terminaria este ano em 11,25%. Para o ano que vem, a previsão é de que a taxa encerre 2008 em 10,25%. Apesar da revisão nas projeções para a Selic, os analistas mantiveram suas estimativas para a inflação e o crescimento da economia brasileira neste ano.  Em termos de inflação, eles acreditam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terá alta de 3,91% neste ano e de 4,10% em 2008. O IPCA é o índice utilizado pelo governo para balizar as metas de inflação do País. As duas previsões estão abaixo do centro da meta, de 4,5% para este ano e o próximo.  A economia, como um todo, crescerá 4,7% em 2007 e 4,4% em 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
FocusCopomjurosinflaçãoPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.