Após demissões, TRT convocará Embraer para audiência

Tribunal julga se aceita pedido de sindicais solicitando reintegração dos empregados dispensados pela empresa

Ricardo Leopoldo, da Agência Estado

26 de fevereiro de 2009 | 17h15

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas (SP) vai convocar a direção da Embraer para uma audiência de conciliação na próxima quinta-feira com os representantes dos trabalhadores da empresa, que demitiu na semana passada 4.270 funcionários por carta. A assessoria de imprensa do TRT-Campinas informou que até amanhã o presidente da instituição, desembargador Luis Carlos Candido Martins Sotero da Silva, julgará se aceita um pedido de liminar movido pela Força Sindical e Conlutas, solicitando a reintegração dos empregados dispensados até que ocorra a reunião no TRT.   Veja Também: As medidas do emprego De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise     Se a liminar for deferida pelo presidente do TRT-Campinas, os 4.270 trabalhadores voltarão a ser funcionários da Embraer. Caberá à audiência de conciliação tentar encontrar uma solução satisfatória para os trabalhadores e a empresa. Se não for firmado um acordo no encontro da próxima semana, o caso irá para julgamento por uma sessão de dissídio coletivo, que poderá ocorrer duas semanas depois e contará com 12 desembargadores do TRT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.