Após dez dias em queda, dólar sobe 2,12%

O dólar interrompeu hoje uma seqüência de dez quedas no mercado brasileiro, fechando com uma alta de 2,12%, cotado a R$ 2,210 para a venda. Segundo analistas, a expectativa por uma atuação mais contundente do Banco Central no mercado cambial, insinuada na sexta-feira passada pela autoridade monetária, estimulou a alta de hoje da moeda americana. Outro fator que influenciou a alta do dólar foi a cautela dos investidores diante da possível saída do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, acuado por denúncias de corrupção no PT e pelas críticas à sua política econômica por parte de alguns de seus correligionários. O fato de amanhã ser feriado no Brasil também contribui para a cautela. Para esta terça estão programados eventos importantes nos EUA, como a divulgação do PPI (inflação no atacado) e o investidor brasileiro não poderá reagir a eventuais turbulências em ativos como os treasuries (títulos norte-americanos) e as bolsas de Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.