Após duas altas seguidas, dólar cai na 6a-feira com volume baixo

Apesar do desânimo dos demais mercados globais com os dados de emprego dos Estados Unidos, o dólar interrompeu a trajetória de alta das duas últimas sessões e fechou em queda nesta sexta-feira de volume de negócios bastante reduzido. A moeda norte-americana fechou em queda de 1,3 por cento, a 2,272 reais. "A liquidez está bem pequena, o mercado está bem devagar. O cenário econômico é incerto, medidas estão sendo sendo tomadas, mas a gente não tem uma melhora no curto prazo", considerou Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento. Nesta sexta-feira, o governo norte-americano divulgou que, apesar de o corte de empregos no país ter sido em dezembro menor que o esperado por analistas, a taxa de desemprego atingiu no mês o maior patamar em quase 16 anos. Os dados tiveram impacto imediato nos mercados acionários globais. Perto do fechamento do mercado de câmbio, o principal índice de ações da Bovespa recuava mais de 1 por cento, seguindo a tendência negativa das bolsas de valores dos EUA. Para Nobrega, o comportamento do mercado de câmbio doméstico destoou dos demais mercados devido ao volume de negócios reduzido, ocasião em que operações pontuais exercem maior influência nas cotações, e a um movimento de ajuste em relação à ampliação "no vazio" do movimento de alta da véspera, nos últimos minutos de negociações. De acordo com os dados mais recentes atualizados pela BM&F, o volume negociado no mercado de dólar à vista nesta sessão era de cerca de 500 milhões de dólares. A média negociada no mês de dezembro foi de quase 3 bilhões de dólares.

JENIFER CORRÊA, REUTERS

09 de janeiro de 2009 | 17h09

Tudo o que sabemos sobre:
DOLARFECHAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.