Após fracasso de negociações, GM decide desativar Saab

Montadora vinha conversando com a fabricante de carros holandesa Spyker Cars sobre a venda da marca

Danielle Chaves, da Agência Estado,

18 de dezembro de 2009 | 12h28

A General Motors informou que as negociações sobre a venda de sua marca sueca Saab entraram em colapso e que as operações serão desativadas. Após a saída da montadora sueca Koenigsegg Group das negociações, no mês passado, a GM vinha conversando com a fabricante de carros esportivos holandesa Spyker Cars sobre a venda da marca.

 

"Apesar dos esforços de todos os envolvidos, ficou muito claro que a auditoria (due diligence) exigida para completar essa complexa transação não poderia ser executada em um tempo aceitável. Para manter as operações, a Saab precisava de uma solução rápida", disse o presidente da GM Europa, Nick Reilly, em um comunicado.

 

A GM disse que, "durante a auditoria, surgiram certas questões que as duas partes acreditam que não podem ser resolvidas". A companhia acrescentou que, como resultado disso, vai agora dar início a "uma desativação ordenada" da Saab.

 

"Nós lamentamos por não termos sido capazes de completar essa transação com a Spyker Cars," disse Reilly, observando que esse "não é um processo de concordata ou de liquidação forçada". O executivo espera que a Saab "pague as dívidas, que incluem pagamentos a fornecedores, e desative a produção e o canal de distribuição de maneira ordenada". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GMSaab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.