Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

Após polêmica, Wal-Mart vai abrir loja em Chicago

A gigante norte-americana Wal-Mart recebeu uma aprovação do conselho municipal para construir sua primeira loja dentro dos limites da cidade de Chicago, após um debate acalorado sobre se a rede varejista gera prosperidade ou pobreza nas regiões em que se instala. No entanto, a votação da proposta da empresa de abrir uma segunda loja em uma região pobre nos arredores da cidade foi adiada. Em uma votação, 32 membros do conselho municipal votaram a favor e 15 rejeitaram a abertura da loja, em uma fábrica vazia de shampoos da Unilever. A abertura de lojas da Wal-Mart era combatida por grupos trabalhistas, políticos e outros, que afirmavam que a gigante exterminaria com pequenos varejistas locais, diante da sua prática predatória de preços, além de afetar o perfil do emprego na região com sua política de salários baixos e benefícios mínimos. Os vereadores de Chicago debateram a proposta de abertura por 3 horas na noite de ontem, em uma sessão marcada por sucessivas interrupções de pessoas que tentavam falar nos microfones no plenário. As ações da Wal-Mart subiam 1,3% na Bolsa de Nova York. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

27 de maio de 2004 | 10h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.