coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Após quatro semanas, preço da gasolina sobe na bomba

Após quatro semanas de estabilidade dos preços da gasolina na ponta ao consumidor, o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Paulo Picchetti, detectou uma elevação de 1,2% na última semana do mês passado nas bombas de gasolina. "A gasolina apresentou uma alta que até certo ponto é pequena, mas que mostra aceleração depois de um período considerável de estabilidade", comparou o economista.Em julho, o preço da gasolina subiu 0,34%, e em 12 meses até o mês passado, a elevação chega a 13,77%. O coordenador destacou o comportamento deste item porque ele tem grande peso no IPC. Tanto que a pequena alta de julho de 0,34% representou um impacto de 0,01 ponto percentual no IPC do período.A elevação do preço deste combustível foi atribuída por Picchetti à mistura do álcool que o produto recebe. Em junho, o álcool subiu 4,58%, representando um impacto de 0,02 ponto percentual. Em 12 meses até o mês passado, as elevações acumulam um percentual de 30,17%.Picchetti salientou, no entanto, que na ponta ao consumidor, já é verificada uma desaceleração: o preço do item passou de 7,5% na terceira semana do mês passado, para 7,1% na última semana de julho.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2006 | 14h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.