finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Após suspensão temporária, Bolsa de Moscou volta a operar e fecha em alta

Principal índice da bolsa russa terminou com valorização de 0,9%; causas da interrupção do pregão não foram divulgadas

Dow Jones Newswires

30 de julho de 2014 | 10h19

O índice Micex, da Bolsa de Moscou, fechou em alta de 0,9%, aos 1.382,14 pontos, ignorando a nova rodada de sanções contra a Rússia anunciadas na terça-feira, 29, pelos EUA e pela União Europeia. Analistas afirmaram que a reação do mercado de ações foi positiva porque as medidas punitivas foram mais brandas do que o esperado.

O pregão foi estendido até as 12h30 (de Brasília) pois as operações com o índice Micex foram temporariamente suspensas no meio do dia por razões ainda desconhecidas. 

A estrategista do UBS Anna Zadornova comentou que instituições financeiras importantes que forem atingidas pelas sanções serão ajudadas pelo Banco Central da Rússia e que a flexibilidade da taxa de câmbio provavelmente vai reduzir a probabilidade de uma crise no sistema financeiro. No entanto, "prevemos riscos negativos para o investimento e o consumo privado e chances menores de a economia dar sequência à recuperação nos próximos trimestres", ponderou.

As ações do Sberbank subiram 0,7%, as da Gazprom avançaram 1,6% e as da Lukoil tiveram alta de 1,5%. Fonte: Dow Jones Newswires. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.